Apoio a doentes terminais com 1.300 visitas em dois anos em Alfândega da Fé

A equipa de Alfândega da Fé que presta cuidados paliativos em casa a doentes terminais acompanhou, em dois anos, mais de 40 famílias em mais de 1.300 visitas domiciliárias neste concelho do distrito de Bragança.

 

O balanço do trabalho e "um olhar sobre o cuidar em fim de vida" estarão em destaque, na quarta-feira, num seminário organizado pela Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos de Alfândega da Fé (UDCP-AF).

Esta equipa de apoio é uma iniciativa da Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé e possibilita a permanência de doentes com patologias crónicas sem perspetiva de cura nos seus domicílios durante o maior tempo possível e com um menor sofrimento nas fases avançadas da doença, através de assistência especializada facultada nas suas próprias casas.

Com o seminário, os responsáveis pretendem "promover um espaço de reflexão e partilha de saberes sobre o cuidar do doente em fase terminal, bem como do seu cuidador, divulgar boas práticas e conhecer abordagens e experiências relevantes e inovadoras realizadas nas equipas hospitalares e nas equipas domiciliárias", segundo informação disponibilizada à Lusa.

A Unidade Domiciliária de Cuidados Paliativos de Alfândega da Fé começou a trabalhar em janeiro de 2015 com uma equipa composta por dois médicos, dois enfermeiros, uma psicóloga, uma terapeuta de reabilitação, uma assistente social e o apoio de alguns voluntários da Liga dos Amigos do centro de Saúde de Alfândega da Fé.

Ao longo de quase dois anos, a equipa apoiou mais de 40 famílias e fez mais de 1.300 visitas domiciliárias, tendo ainda prestado apoio através de cerca de 600 contactos telefónicos, de acordo com os dados da coordenação.

A média de idades destes doentes situa-se nos 77 anos, "um dado que vai ao encontro das estatísticas mais recentes, segundo as quais a população do distrito de Bragança é uma das mais envelhecidas do país".

A equipa dá resposta aos utentes semanalmente das 08:00 às 20:00, mas está sempre disponível um elemento por contacto telefónico 24 horas por dia, incluindo fins de semana e feriados.

No distrito de Bragança existem outras duas unidades domiciliárias mais abrangentes, as da Terra Fria e do Planalto Mirandês, que cobrem metade dos concelhos da região, nomeadamente Bragança, Macedo de Cavaleiros e Vinhais, a primeira, e Vimioso, Miranda do Douro e Mogadouro, a segunda.

Estas duas equipas estão sob a tutela da Unidade Local de Saúde (ULS) do Nordeste, a entidade responsável por todos os cuidados de Saúde no distrito de Bragança.

A equipa de Cuidados Paliativos Domiciliários de Alfândega da Fé é um projeto autónomo, mas que, como frisam os responsáveis, "não pretendendo substituir os serviços do Serviço Nacional de Saúde, mas completar esta tipologia de serviços".

A ULS do Nordeste é também parceira da unidade desenvolvida pela Liga dos Amigos do Centro de Saúde de Alfândega da Fé, assim como a Câmara Municipal, Cruz vermelha Portuguesa, Fundação Calouste Gulbenkian, juntas de freguesia do concelho, Santa casa de Misericórdia e os Bombeiros Voluntários.

O Seminário sobre Cuidados Paliativos - um olhar sobre o cuidar em fim de vida decorrerá na Casa da Cultura Mestre José Rodrigues, em Alfândega da Fé, na quarta-feira, e destina-se a profissionais de saúde e comunidade em geral, com entrada gratuita.

Fonte: RTP

 
 

 

Entre em Contato

Horário de Atendimento Telefónico

De Segunda a Sexta-Feira

17:00h às 21:00h

Telefone: +351 91 621 31 73

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

mais ...

 

Testemunhos