Tecnologias aproximam avós sozinhos e netos emigrados de Vila Pouca de Aguiar

O projeto "Aproximar avós e netos aguiarenses" está a ser dinamizado pela Junta de Sabroso de Aguiar com o apoio da Associação Leque e a Câmara de Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real.

O objetivo é, segundo afirmou à agência Lusa o presidente da junta, Filipe Serôdio, "quebrar o isolamento dos mais idosos e aproximar as famílias".

Irene e Antero Carvalho, ambos com 70 anos, foram dos primeiros a ir à sede desta feguesia para falarem e verem a filha e as netas que vivem no Estado de Nova Iorque, nos Estados Unidos da América (EUA).

A vídeochamada foi feita através da rede social Facebook, naquela que foi a primeira vez que o casal teve contacto com esta tecnologia.

"Assim conseguimos ver a minha filha e falar. Fiquei muito emocionada. Não as víamos desde agosto. O meu coração foi-se muito abaixo com as saudades", contou Irene Carvalho.

Também Palmira Fernandes, 78 anos, aproveitou a oportunidade para falar com o filho, a nora e ver a netinha, que vivem na Suíça e só regressam à terra natal no próximo verão.

"A gente telefona mas assim é diferente. Vê-los assim ao vivo é diferente. Gostei muito de os ver. Foi uma alegria", salientou.

Esta "experiência piloto" decorre na sede da junta mas a ideia é, segundo Filipe Serôdio, que a equipa multidisciplinar que está a ser constituída para dar corpo ao projeto se desloque às casas dos seniores, principalmente das que têm mobilidade reduzida.

O presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado, referiu que espalhados pelo concelho existem cerca de 3.000 idosos, quase todos com familiares no estrangeiro.

A ideia é, de acordo com o autarca, replicar o projeto por todo o concelho e fazer "milhares de pontes que liguem as famílias".

Alberto Machado lembrou que muitos dos mais velhos nunca tiveram contacto com este tipo de tecnologias, agora tão comuns entre os mais novos.

O autarca apelou aos familiares que residem no estrangeiro para se inscreverem no projeto, através do `site` do município, de forma a facilitar o contacto.

Em Vila Pouca de Aguiar está a ser replicado o projeto premiado da Associação Leque - Associação de Pais e Amigos de Pessoas com Necessidades Especiais.

A fundadora da Leque, Celmira Macedo, lembrou que a iniciativa arrancou em Alfândega da Fé, depois Miranda do Douro, Vimioso, todos no distrito de Bragança, e agora chegou a Vila Pouca de Aguiar, no distrito de Vila Real.

A responsável afirmou que o projeto "está a ter um impacto brutal", possibilitando já o contacto com emigrantes em 20 países.

"O impacto que tem a nível emocional é esmagador. Nós queremos intervir nos idosos que estão em situação de isolamento", frisou.

No entanto, para além de estarem sozinhos, alguns possuem também problemas de saúde que podem ter detetados pelos técnicos quando se deslocam às suas casas para fazerem as ligações.

"Nesse aspeto já conseguimos reabilitar alguns a nível da fisioterapia, terapia da fala, a nível motor ou encaminhar para consultas médicas", salientou.

Fonte: RTP

 

Entre em Contato

Horário de Atendimento Telefónico

De Segunda a Sexta-Feira

17:00h às 21:00h

Telefone: +351 91 621 31 73

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

mais ...

 

Testemunhos