Dia Mundial do Ovo. Ainda vai continuar a chamá-lo de inimigo?

Foram precisos largos anos para que ovo passasse de besta a bestial. Hoje vamos dar destaque a este alimento.

Celebra-se esta sexta-feira o Dia Mundial do Ovo, uma data imposta pela Comissão Internacional do Ovo com o objetivo de aumentar o consumo deste alimento de origem animal.

Durante muitos anos, o consumo de ovos – em particular da gema – foi associado a um aumento dos níveis de colesterol, ideia que caiu por terra bem recentemente, numa altura em que o ovo passou de besta a bestial e o seu consumo deixou de ter qualquer tipo de limites. 2016 foi ano da revolução dos ovos.

Apesar de ser um alimento comum na culinária portuguesa, são ainda muitas as pessoas que se mostram céticas quanto aoreal efeito que este alimento tem no corpo e na saúde. Sabe-se que não só não faz mal como até dá saúde. Além disso, é uma excelente fonte de proteína e a aminoácidos, sendo por isso uma escolha acertada por parte dos desportistas que não seguem um regime vegan.

Contudo, e como acontece com qualquer outro alimento, o consumo de ovos deve ser moderado e deve-se dar uma especial atenção ao seu estado e à forma como são confecionados. Não é pelo facto do ovo ser (agora) um alimento saudável que se pode comer frito, por exemplo.

Escolher ovos de origem biológica é sempre uma opção mais acertada, mas não faltam truques para saber qual a validade do ovo, um deles mete água, o outro implica a observação daquele fio branco que aparece junto à gema. Já agora, sabe o que é?

O consumo de ovos traz vários benefícios à saúde e um deles deve-se ao facto desta proteína animal melhorar os benefícios dos vegetais quando consumidos em conjunto, como concluiu no ano passado um estudo da Universidade do Indiana, nos Estados Unidos.

 

E se ainda não está convencido, deixamos-lhe aqui uma dúzia de bons motivos para comer mais ovos.

 

Fonte: LIFESTYLE

Entre em Contato

Horário de Atendimento Telefónico

De Segunda a Sexta-Feira

17:00h às 21:00h

Telefone: +351 91 621 31 73

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

mais ...

 

Testemunhos