7 Sinais que o seu corpo pode ter falta de Vitamina D

As melhores fontes alimentares não são suficientes para garantir a vitamina D que o nosso corpo necessita de receber todos os dias.

O sol é considerando a melhor fonte de vitamina D, um nutriente essencial para pele, ossos e saúde mental. Na verdade, cerca de 80 a 90 por cento da nossa vitamina D vem da exposição ao sol, diz Michael F. Holick, professor de medicina, fisiologia e biofísica do Centro Médico da Universidade de Boston.

As melhores fontes alimentares não são suficientes para garantir a vitamina D que o nosso corpo necessita de receber todos os dias. Os Institutos de Medicina recomendam que as crianças e adultos com menos de 70 anos de idade, procurem obter 600 UI (unidade internacional) de vitamina D por dia, e aqueles com mais de 70 devem apontar para 800 UI. Sem luz solar, a vitamina D recebida pelos alimentos é insuficiente, as crianças correm maior risco de raquitismo, amolecimento dos ossos, e os adultos correm maior risco de osteoporose. A falta de vitamina D também se corre o risco de pressão arterial elevada e diabetes de tipo 2.

PRESTE ATENÇÃO AOS SEGUINTES SINAIS, PODE PRECISAR DE MAIS VITAMINA D:

1 - Dor nos ossos 

Especialmente no inverno, os adultos sentem mais dores nos ossos e músculos e as articulações estão mais duras quando se levanta de manhã.

2 - Sente-se cabisbaixo

A vitamina D melhora os níveis do neurotransmissor de serotonina (molécula envolvida na comunicação entre neurónios), que por sua vez, contribuiu para melhorar a boa disposição. Num estudo realizado em 1998 as pessoas saudáveis tratadas com suplementos de vitamina D, durante o inverno, relataram sentimentos mais positivos, do que pessoas que não receberam.  

3 - Se tem 50 anos ou mais 

A pele simplesmente não produz tanta vitamina D à medida que envelhece, e os rins começam a ser menos produtivos quando se trata de converter a vitamina D em algo rentável para o nosso corpo, de acordo com a American Cancer Society. Para além disso, os adultos mais velhos também tendem a passar mais tempo dentro de casa, de acordo com o National Institutes of Health.

4 - Peso a mais ou é obeso

Não há nenhuma mudança na produção de vitamina D em pessoas com excesso de peso, mas a maior concentração de gordura corporal afeta os níveis de vitamina D no sangue. A vitamina D é solúvel em gordura, ou seja, quanto mais gordura corporal se tem, mais ela fica "diluída". As pessoas obesas devem procurar ingerir diariamente mais quantidade de vitamina D para compensar.

5 - Pele mais escura

Vários estudos têm mostrado diferenças demográficas distintas nas taxas de insuficiência e deficiência em vitamina D. A nossa pigmentação é o nosso próprio protetor solar. Um protector solar de nível 30 reduz a capacidade da pele para produzir vitamina D, em 97 por cento. Quem tem a pele muito escura precisa de até 10 vezes mais a quantidade de exposição ao sol, do que alguém com uma pele muito pálida, para fazer a mesma quantidade de vitamina D.

6 - Transpiração na cabeça

Não é brincadeira, é mesmo um dos primeiros sinais clássicos de deficiência de vitamina D. Se transpirar demasiado na zona da cabeça, é porque não recebe as quantidades necessárias de vitamina D.

7 - Problemas de intestino 

Pessoas com doença celíaca de Crohn, ou doença inflamatória intestinal, correm maior risco de deficiência de vitamina D, devido à forma de como essas condições gastrointestinais afetam a absorção de gordura. Com estes e outros problemas de estômago, a absorção de gordura pode ser mais baixa, o que por sua vez reduz a absorção de vitaminas solúveis em gordura, como a D, de acordo com o National Institutes of Health.

Fonte:visao.sapo.pt

Entre em Contato

Horário de Atendimento Telefónico

De Segunda a Sexta-Feira

17:00h às 21:00h

Telefone: +351 91 621 31 73

Email: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

mais ...

 

Testemunhos